sábado, 7 de junho de 2014

GPerguntas - Thiago Silva


   Nossa série "GPerguntas" tem como intuito apresentar a vocês um pouco mais sobre cada um de nossos atletas e, possivelmente, de nossos apoiadores e parceiros de jornada. A cada semana 01 novo episódio no sábado às 18:00h, e cada episódio conta com a entrevista escrita e um vídeo especial com as melhores cenas do atleta até os dias de hoje, então não perca!
   O entrevistado de hoje é um dos responsáveis pela divulgação do parkour e freerunning no estado do Acre, aquele que apareceu na internet com giros totalmente dominados, se tornou inspiração para muitos atletas e foi um dos fundadores do GP: Thiago Silva!
-------------------------------------------------------------------

"...com o parkour eu aprendi que mesmo quando ninguém acredita em sua capacidade, cabe a cada um lutar pelo que quer..."

   Nome: Thiago da Silva Ferreira
   Cidade: Rio Branco - AC - Brasil
   Idade: 24
   Tempo de Treino: 5 anos e 6 meses

   1- Como você conheceu o parkour e qual sua primeira visão sobre a prática?
   Conheci através de um amigo que já praticava, isso aconteceu em 17 de outubro de 2007, quando eu ainda treinava artes marciais. Ele me mostrou movimentos ao vivo e depois ele me mostrou vídeos e fiquei apaixonado, no início eu achava que tinha simplesmente achado o meu esporte, pois já tinha tentado de tudo, bike cross, patins, skate, capoeira, karate, kung fu, muai thay, enfim, um pouco de tudo, e nunca fui muito bom em nenhum deles, mal sabia eu que o parkour seria muito mais do que meu esporte favorito, seria meu estilo de vida.

   2- Ao iniciar a prática, de que maneira começou a encaixar a disciplina em sua vida? Qual situação foi mais impactante em sua vida e que o parkour te ensinou a superar?
   O parkour em pouco tempo passou a ser alvo dos meus pensamentos e sonhos, o parkour ocupou e ainda ocupa grande parte da minha vida, através dele conheci lindos lugares, fiz grandes amizades. Sem o parkour provavelmente eu não seria quem sou hoje, com o parkour eu aprendi que mesmo quando ninguém acredita em sua capacidade, cabe a cada um lutar pelo que quer, com o parkour aprendi a vencer barreiras reais e imaginarias, em treinos e também na vida diária.

   3- Qual foi a melhor e a pior coisa que já te aconteceu no parkour?
   A melhor coisa que me aconteceu por causa do parkour ainda não se concretizou, que é meu maior sonho na vida, o qual é ter um ginásio próprio para parkour, estruturado e adequado para a pratica, ainda não realizei esse sonho. Devido a isso tracei um plano, ter uma boa remuneração para construir meu sonho com recursos próprios, e graças ao bom Deus eu estou hoje mais perto desse sonho! Depois de nove meses de estudos focados consegui ingressar carreira no serviço publico, estou tendo uma boa remuneração e com isso sei que, em breve, poderei ter meu ginásio, se Deus quiser. Com isso poderei mudar muitas vidas através do evangelho e do esporte. Ainda não me aconteceu nada negativo por causa do parkour.

   4- Qual seu "ritual" para enfrentar o medo na hora de executar um movimento?
   Cara, depois que sofri um trauma na clavícula eu me tornei mais cauteloso e “medroso” (risos), tem dias que não tem jeito, eu acabo arregrando para alguns movimentos, mas, quando decido tentar algo que me dá medo, costumo orar em pensamentos e cantar frases de músicas que me inspiram, e dependendo dos parceiros de treino também posso me sentir mais "estigado" (inspirado) a enfrentar o medo, aí eu só deixo o flow rolar (risos).

   5- O que mais te motiva para evoluir nos treinos?
   Me superar a cada dia, e um parceiro motivado também me estiga muito, pode ser politicamente incorreto, mas eu sou um pouco competitivo (risos).

   6- Primeiro atleta que te vem na cabeça para cada item:
   a. Parkour: Daniel Ilabaca;
   b. FreeRunning: Daniel Ilabaca e russos em geral;
   c. Top Mundial: Daniel Ilabaca;
   d. Top Nacional: Paulo Victor de Natal - RN;
   e. Inspiração de Vida: Não tenho uma resposta exata para essa pergunta, acho que pode ser JESUS - o maior exemplo de vida que já existiu.

   7- Como você conheceu o GP?
   Sou um dos fundadores.

   8- O que você deixa para todos que estão lendo essa entrevista?
   As pessoas que vivem ao nosso redor podem nos inspirar em alguns aspectos, mas o maior poder de mudar uma vida parte do interior de cada um. Inspire-se em outras pessoas, mas permita que sua real e verdadeira MOTIVAÇÃO venha do seu coração, o poder de realizar os sonhos está na palma de suas mãos, só o que precisamos fazer é pagar o preço! Não se lamente pelas derrotas que sofreu, visualize o que você ainda pode conquistar e vá à luta. Que o Senhor Jesus dê a coragem que precisamos para corrermos atrás de nossos sonhos, Deus abençoe a todos. Amém!

   Confira o vídeo especial que fizemos com as melhores cenas do Thiago Silva:







Receba nossas atualizações:

Parceiros


Nosso Twitter